Como encontrar uma casa em França

Encontre uma área adequada

O primeiro passo para encontrar uma casa em França é considerar qual a área que melhor se enquadra no seu orçamento e preferências. Se gosta da vida urbana, Paris pode estar acima do seu orçamento, mas pode considerar Lille, um centro cultural com museus e teatros fantásticos, ou Lyon, um centro também cultural e gastronómico. A costa pode ser relativamente dispendiosa, mas há algumas zonas de imóveis a preçosmais baixos na Bretanha (Côtes d’Armore Finisterra e são mais acessíveis do que Morbihan), na costa da Normandia e até no departamento de Aude, perto de Narbonne e Perpignan.

Um velho ditado do exército diz que “o tempo gasto no reconhecimento nunca é desperdiçado”, e a melhor altura para pesquisar as opções de imóveis é antes de sair de casa. Nunca é demais salientar que França é um país muito grande, com paisagens e estilos locais muito diversificados, por isso pode ser útil restringir a escolha não apenas a uma região e depois a um departamento, mas à área circundante de uma ou duas cidades. Utilize portais como Properstar.pt para reduzir a área em consideração e avaliar uma vasta oferta de imóveis antes elaborar uma lista relevante. (Porque a Properstar trabalha com muitos dos maiores portais franceses de imobiliário, é um excelente sítio para começar, dando acesso ao mais amplo leque de classificados.)

Faça o download da versão portuguesa do Guia gratuito sobre como comprar uma propriedade

Tudo o que você precisa de saber sobre como comprar uma casa em França com um estatuto de não residente.

Prestar atenção aos pormenores

Aspetos de um imóvel que devem ser tidos em conta quando elaborar uma lista incluem:

  • Classificação energética e tipo de sistema de aquecimento;

  • A idade do imóvel;

  • Area total - este valor, em vez do número de quartos, é a principal métrica para os compradores franceses. (Calcule o preço por metro quadrado e verifique no website da FNAIM ou dos Notários de França se está em concordância com os preços dessa área.);

  • Jardim (geralmente anunciado em metros quadrados);

  • Estacionamento, se o imóvel fica numa cidade ou centro urbano sobretudo em apartamentos em Paris, tenha em atenção qual o andar do apartamento e se tem elevador - infelizmente, um grande número de edifícios não tem;

  • Quaisquer anexos ou dependências incluídos num imóvel rural e se têm o potencial para conversão para habitação (‘aménageable’ é a palavra a procurar).

Encontre a sua nova casa nas maiores cidades francesas

Nunca é demais salientar que França é um país enorme, o que limita o que pode ser feito num dia. Numa zona rural, a visita e devida inspeção a três ou quatro imóveis por dia é o máximo que realisticamente pode ser feito. Tentar fazer demasiado numa viagem com a finalidade de compra vai originar frustração e pode ser contraproducente; sem uma rigorosa seleção, pode ser desperdiçado muito tempo a visitar imóveis que não são adequados.

Certifique-se que sabe o que quer

Enquanto alguns agentes podem ser úteis na procura de mais imóveis que cumpram os requisitos dos compradores, a melhor estratégia passa pela seleção prévia dos imóveis. Obviamente, se todos os imóveis relevantes podem ser visitados com apenas um agente, isso traz grandes benefícios - nem que seja pelo facto de provavelmente o agente encarregar-se de toda a condução, poupando-lhe o incómodo e o dinheiro do combustível.

Na abordagem a agentes, pode ser útil fornecer uma lista razoável e precisa de pedidos; por exemplo, “não pode ser na estrada principal - tem de possuir um jardim grande - nós temos cães e crianças”. No entanto, algumas exigências não podem simplesmente ser satisfeitas; um casal solicitou uma casa em estilo enxaimel em Limousin - uma área conhecida pela sua arquitetura em pedra - enquanto outro comprador queria uma casa no centro de uma cidade no topo de uma colina, mas com um jardim enorme e um orçamento muito limitado. Sem surpresas, dadas as restrições de espaço das cidades das colinas da Provença, ele conseguiu um jardim enorme, mas isso teve um custo - ou uma casa mais económica, mas sem o jardim. Pergunte aos agentes sobre as características dos imóveis locais; compradores de imóveis históricos vão encontrar muitos agentes, que podem ser muito esclarecedores sobre a melhor forma de renová-los e

mantê-los, e as características comuns encontradas (por exemplo, muitas quintas na montanha ainda têm os seus fornos de pão ao estilo antigo, fantásticos para fazer pizza!)

Os livros estão cheios de histórias sobre proprietários que simplesmente se apaixonaram por um imóvel que eles viram completamente ao acaso, mas isso é muito raro acontecer. Uma pesquisa completa e disciplinada do imóvel certo, aumentará as probabilidades de dar os melhores resultados.